Arduinos originais

O projeto Arduino se originou em 2005 na cidade Italiana de Ivrea e foi um dos precursores do que hoje chamamos de Open Source Hardware. Embora não haja uma única definição para este termo há algumas características que a comunidade internacional entende como necessárias para esta denominação. Para ser entendido como Open Source um hardware deve:

  • ser distribuido com documentação, incluindo arquivos de design (principalmente arquivos Eagle)
  • permitir a alteração e redistribuição destes arquivos
  • que o software necessário para seu funcionamento permita a derivação também no formato open source.
  • permitir a criação de produtos derivados
  • permitir a livre redistribuição

Para uma informação detalhada veja a Definição de Open Source Hardware.

Resumidamente isso quer dizer que qualquer pessoa ou empresa pode utilizar os arquivos publicados para reproduzir e ou modificar um hardware. No caso do Arduino Uno por exemplo os arquivos estão disponíveis neste link:

Vale ressaltar que inicialmente apenas o nome Arduino foi registrado pelo grupo que o criou e é desse fato que se orginaram centenas de produtos semelhantes ou relacionados ou com nomes começando com ARD ou terminando com INO. Alguns anos depois eles decidiram que também o logo deveria ser registrado e alteraram o antigo, que estava registrado também como open source, para o novo com o símbolo de infinito e os sinais de + e -.

Algumas placas fabricadas pela SparkFun também levam o nome Arduino e isso se deve a um acordo comercial firmado entre a equipe do Arduino e eles.

 

Arduino CompatívelCompatíveis

A partir desta idéia foram desenvolvidos também outros produtos para suprir outras necessidades, como por exemplo a placa RedBoard da SparkFun, que combina a simplicidade do bootloader Optiboot do Uno com a estabilidade do FTDI.

Ou o Microcontrolador A-Star 32U4 Prime SV por exemplo, baseado no Atmel ATmega32U4 e arranjado com o fator de fábrica do Arduino Uno R3 e do Leonardo, que possui um gerenciamento superior de energia e um suporte para cartões microSD.

Estes e muitos outros itens que temos em nosso catálogo são iniciativas perfeitamente válidas e úteis que utilizam a base criada pelo Arduino para ampliar ainda mais a importância desta plataforma, como a Placa Uno R3, Placa Leonardo e a Placa Mega2560.

Você pode utilizar o software do Arduino para programar os produtos que são compatíveis.

Assine nossa newsletter
Enviaremos um email de confirmação.